A droga mais potente de todas: você

Quando uma relação te entorpece, e você se vê escrava, sem saída, como em um jogo que não há mínima chance de alguém sair vencedor

giphy (7)

Quando uma relação te entorpece, e você se vê escrava, sem saída, como em um jogo que não há mínima chance de alguém sair vencedor, você tenta, se debate, chora, grita, jura nunca mais, já que é algo doentio.

Em uma tentativa de afastamento, o outro surge, e aquela fissura se torna incontrolável, como em uma abstinência a recaída é algo catastrófico, mas provoca um êxtase fora do mensurável…

Que loucura sentir sua boca, sentir sua pele queimando a minha, sua respiração ofegante, mexendo com minha imaginação, suas mãos me sugando, percorrendo cada centímetro do meu corpo, sugando toda energia e ao mesmo tempo depositando energia sexual que me enlouquece, o que me resta é não resistir e me entregar a essa substancia que me conduz à flutuação, aos orgasmos, ao pico, ao topo, e quando me vejo no momento seguinte, estou a beira do precipício…

Não há nada a se fazer a não ser me jogar, na queda percebo que estou sozinha, sempre estive sozinha, na queda vêm às sensações do desejo do nunca mais… Já que você é proibido para mim, nunca será uma posse minha você não pertence a ninguém, pertence ao seu ego, na busca incessante de novas sensações de prazer.

Já fui assim, te entendo… Até experimentar a droga mais potente e avassaladora de todas que já experimentei. Você!

O desabafo do leitor é um espaço seu. Chore, xingue, conte sua história. Desabafe! E se não quiser escrever seu nome, não se preocupe. Aqui você pode ser anônimo.