A incrível arte de dizer OK

Depois de um tempo de ofensas e xingamentos, encheções gratuitas de saco, você finalmente aprende a arte de responder OK!

desabafos:imagem:00006

Depois de um tempo de ofensas e xingamentos, encheções gratuitas de saco, você finalmente aprende a arte de responder OK!

Sim. Essas duas simples letrinhas significam tanto, mas poucas pessoas sabem.

Alguns poderiam pensar que é sinal de fraqueza. De submissão. Aceitar tudo em silêncio.
Nada disso.

Depois de um tempo, você finalmente entende que nada vale o tempo e a energia que se perde tentando explicar, justificar, ou defender seja lá o que for, para quem não quer entender, ouvir ou considerar sua opinião.

Aí você simplesmente diz OK.

Não é tão fácil quanto parece.

Já ouvi os maiores absurdos do meu ex. Já respondi com outros absurdos, já respondi com lágrimas e dor, já tentei ser superior e tentar mostrar o quanto ele estava errado. Hoje respondo OK. Vamos aos exemplos:

-“Não vou pagar para outro te comer. ”
OK!
-“Morra! Eu quero que você morra logo!!”
OK!
-“Eu preferia nunca ter te conhecido.”
OK
-” É impossível gostar de você.”
OK

Cada OK tem um significado diferente. Mas em resumo ele pode ser traduzido em:

VÁ SE FUDER!!!

OK pode significar SIM, NÃO, TÁ BOM, pode significar uma longa explicação de como a obrigação legal do ex-cônjuge de pagar a pensão não extingue, porque tem outro marmanjo comendo a ex-cônjuge.
Em resumo, todo o OK guarda uma pitada de mágoa, um punhado de raiva, mas principalmente um caminhão cheio de vontade de SER FELIZ e de não mais dar atenção às coisas que só fazem mal.

Você faz idéia da delícia que é conseguir ler uma mensagem que mais parece uma bíblia, que ofende até a terceira geração da sua família, que te chama de coisas que você nem quer saber o que significa e palavrões que fariam um cantor de RAP ruborizar, e responder OK? E simplesmente não pensar mais nisso o resto do dia…

E seguir feliz. Porque seu tempo vale mais que tudo isso!

Clara é escritora, divorciada, mãe, apaixonada, feliz. O seu maior prazer é deixar as palavras brincarem na sua cabeça e assumirem o controle. Recomeça todos os dias, se equilibrando em mágoas e amores.