Aprender? Sim! ... mas como?

E você? Qual será seu primeiro passo em 2019 para responder aos seus .... mas como? O que precisa aprender? Com quem precisa trocar ideias?

Image 24-12-18 at 18.03
Frederico Busch

Quem trabalha no setor educacional e em escolas, como eu, volta e meia se depara com  a pergunta, …. mas como? Como eu faço isso? Como ele conseguiu fazer aquilo? Relacionar-se com a frequente demanda por respostas imediatas não é fácil! E por sermos mais velhos em um meio onde a juventude impera essa demanda é por vezes aterradora! Os cabelos grisalhos, e também os já todos brancos, não são sempre sinal certo de resposta rápida e muito menos de resposta correta! Ufa! Ainda bem… Mas nem todos sabem disso…

Hoje não vou falar de crianças, mas do meu pai – esse aí sorrindo aos 80 anos nas fotos acima. Escolhi essas imagens para esse último texto de 2018 com as meninas da EXNAP.

Em 2016 enfrentamos juntos um câncer diagnosticado precocemente, na próstata. Radioterapia por meses parecem ter dado conta do recado e mandado para o beleléu as tais células mutantes. A enfermeira do hospital em Varginha dizia com tranquilidade: em pouco tempo isso tudo vai passar. E eu pensava: … mas como? E ela nem cabelos brancos tinha!

Enquanto lê minhas palavras meu caro leitor, você também deve estar se lembrando de muitos “… mas como?” em sua mente, de sua própria vida.

Aprender? Sim! … mas como quando o assunto é divórcio?  … mas como quando o assunto é pensão alimentícia, litígios por guarda de filhos? Mas como, quando não sabemos às vezes nem como abrir os olhos ao acordar de manhã cedo!

Nessas imagens que escolhi, nesse dia lindo estávamos iniciando o trabalho em  parceria com a Secretaria de Educação do Município de Conceição do Rio Verde, https://www.fabricacoes.org.br/conceicao e o fotógrafo Frederico Busch capturou a leveza que meu pai trazia à cena logo após termos descoberto que não havia lugar para dormirmos: a pousada reservada estava lotada! A equipe era grande, todos cansados, famintos… E agora! Como faríamos!?

Meu pai, sorrindo , voltou com a solução – uma coisa de cada vez, disse! Um passo depois do outro. Primeiro matamos a fome, depois, matamos o resto. Todos, inclusive eu, rimos.

E você? Qual será seu primeiro passo em 2019 para responder aos seus …. mas como? O que precisa aprender? Com quem precisa trocar ideias?

Vanessa não é só mãe em tempo integral. Trabalha na co-criação de projetos e políticas educacionais que fomentem a emancipação do indivíduo. É professora especializada em inclusão escolar e social com ênfase na formação e acompanhamento de professores em sala de aula. Trabalha em uma escola internacional em São Paulo e, pelas inquietações da vida, fundou com amigos a FabricAções (www.fabricacoes.org.br) Em seus textos publicados aqui, procura partilhar alguns dos tijolos necessários para as pontes que precisamos construir entre nós e os outros, na busca pela nossa autonomia.