CASA - Pequenas reformas, grandes mudanças...

Que delicia! Pequenas mudanças, grande bem estar.

brush-painting-the-white-wall

Depois de tantos anos morando na mesma casa veio a separação, e com ela uma vontade enorme de fazer minha casa se parecer comigo. Ali, onde tudo lembrava o passado, eu precisa de algo novo. No começo queria quebrar tudo, quebrar paredes, trocar o piso, mudar tudo!! Mas, a sabedoria e a prudência me fizerem guardar o dinheiro e fazer pequenas modificações que fariam toda a diferença.
Comecei mudando a cor da casa. Tudo branco, tudo claro, tudo luz! Raspei, lixei e passei o verniz no piso de madeira da sala. Coloquei uns pallets de madeira na varanda, flores e lanternas com velas cor cereja para dar um clima de SPA.
Mas foi num dia de sol, andando pela Praça Benedito Calixto em Pinheiros, São Paulo, que tudo pareceu fazer sentido. Vi um quadrinho com a frase: ONLY GOOD VIBES e ali, exatamente neste momento, vi o que realmente ia tornar minha casa, a minha alma. E foi o primeiro de muitos quadrinhos que fizeram de uma das minhas paredes da sala, o centro da minha casa. Palavras de ordem, palavras de carinho, de levantar depois de grandes porradas, frases pra família, para os amigos e um espelho para eu olhar todo dia e ver o quanto eu era importante pra mim mesma. Ele diz: Aqui tem borogodó!

E de repente estava eu, com uma artista maravilhosa, Andrea Brazil, pintando outra parede, com um poema de Cora Coralina e descobrindo que Cora tinha a mesma profissão de doceira da minha Tataravó e uma história bem parecida. Descobrindo que o poema completo escolhido, começava com o meu nome e… tudo começou a fazer um grande sentido. Pequenas mudanças físicas, grandes mudanças dentro de mim.
Comprei almofadas novas, puxadores novos para os armários, flores.
Agora minha casa, minha nova história. Um recomeço cheio de energia. Uma nova vida para viver de verdade. E o que era um lugar onde eu não queria ficar, agora estava pronto para receber amigos, curtir com meus filhos e acender minhas velinhas perfumadas em noites solitárias ou com novos amores.
Que delícia! Pequenas mudanças, grande bem estar. E assim vou seguindo. Me reconhecendo novamente e também me reinventando. Fazendo com que o divórcio, com todo o pesar que ela traz, seja um momento de agradecer por poder tentar de novo, fazer com que o presente valha a pena. Você pode apenas trocar uma almofada, mas que ela seja da cor que você gosta, do formato que você sonha e do tamanho que você escolheu. Viva a mudança e os recomeços. Que eles tragam o medo, a garra, a insegurança, a coragem, a dor e a alegria com toda  força para você se reconquistar.

Outros links:

http://www.urbanarts.com.br

https://www.etna.com.br

http://www.caixafilosofal.com.br/

http://shopgarden.com.br/

http://www.stickeria.com.br/

 

*Photo via Visual hunt

Em uma conversa entre amigas, Ana e Juliana, ambas separadas e Aline, casada, falavam de divórcio e de como esse assunto ainda é visto como um tabu. Existe (acreditem!) muito preconceito e clichês. E só sabe isso quem vive ou viveu um divórcio.