Desabafo do leitor 64

Eu estou brava, eu estou transbordando ódio, medo, amor. Eu estou morrendo, mas morrendo de dentro pra fora. E ninguém vê. Ninguém.

4270170607_f9ef86dd3d_b
Photo credit: Jessica Kennedy via Visualhunt / CC BY-NC-ND

Tudo me irrita, qualquer barulho, qualquer ruído. Eu estou brava, eu estou transbordando ódio, medo, amor. Eu estou morrendo, mas morrendo de dentro pra fora. E ninguém vê. Ninguém.

Eu estou surtando, estou afundando em meus pensamentos mais insanos, odeio não conseguir dormir mais, e simplesmente me contentar com apenas 3h de sono.

Não aguento mais a ausência da fome, estou desaparecendo aos poucos, mas ninguém percebe, o simples fato de querer sumir me assusta, minha mente me sabota.

O meu maior problema é fingir já que ninguém me entende, quero falar sobre minhas raivas, minhas mágoas, mas a voz não quer sair, as lágrimas caem e eu não sei o motivo do choro, quando me perguntam qual é o meu problema sinto raiva, raiva de saber dizer, raiva de não ser entendida, raiva de ainda não ter morrido, raiva de simplesmente existir…

Quero me afastar das pessoas, mas tenho medo de fazer isso, quero chutar o balde e dar nome aos inimigos, não aguento mais as sessões de terapia, pois não consigo tomar as decisões certas.

Quero viver sozinha, mas minha carência me prende, quero viver a vida de uma forma diferente!!!

O desabafo do leitor é um espaço seu. Chore, xingue, conte sua história. Desabafe! E se não quiser escrever seu nome, não se preocupe. Aqui você pode ser anônimo.