DIVAS DE JUNHO - por Ana Kessler

O Divando no Parque uniu a vontade de conhecer pessoas com o desejo de entrar em conexão com a natureza e umas com as outras. Toda terça-feira, às 7h da manhã, o Ibirapuera vira nosso escritório e temos uma reunião com uma convidada especial.

8c86f3_f4d04f5b7f324fcc905565a849cc92a7~mv2

O Divando no Parque uniu a vontade de conhecer pessoas com o desejo de entrar em conexão com a natureza e umas com as outras. Toda terça-feira, às 7h da manhã, o Ibirapuera vira nosso escritório e temos uma reunião com uma convidada especial. O uniforme? Tênis e um sorriso. É um bate-papo fitness. Mas é muito mais que isso. Conheça mais sobre o projeto AQUI.

DIVANDO COM SABRINA MARTINS – No nosso primeiro Divando no Parque, uma expert em estreias: Sabrina Martins, bailarina, corredora, separada, casada, empresária e mãe de 5 filhos, entre eles, trigêmeas. Eis um coração acostumado às emoções do palco da vida. A Sassá é um mulherão, mignon: magrinha, pequenina e aquele brilho no olhar Sansei de quem pode tudo a que se determinar. Inclusive, a nos achar no Ibirapuera, entre trilhas erradas, telefonemas e muitas risadas. A caminhada começou assim, animadíssima.

Primeiro assunto? Família, claro. Para administrar a “Família Seven”, haja logística e jogo de cintura. Seu mecanismo de sobrevivência no caos: “Em um momento em que muito se fala em respeitar o tempo de cada criança, e em criação com apego, eu crio meus filhos à sombra da ditadura maternal, respeitando a eles não mais do que aos meus próprios limites, de uma maneira muito particular que chamo de ‘maternidade selvagem’, ou criação sem apego, mas nunca sem amor”. A Sá não carrega culpas extras e sabe lidar superbem com as “asas” que vão nascendo nos filhos. E em si mesma.

Se ação é o caminho da mudança, ela vem com medos, desejos e anseios. Faz parte! Não dá para ser forte e otimista todos os dias, mas dá para acreditar na leveza dos erros e acertos, sem ficar parada. Evoluir é seguir, sempre com uma nova manhã, uma nova história.

 Um detalhe que nos surpreendeu foi ouvi-la falar do Dado, o maridão. Vimos em seus olhos admiração, elogiou que é o braço empreendedor da família, e o quanto é bom no que faz. “Eu peço mais um filho, ele me dá uma nova empresa para cuidar”, riu, enquanto exclamávamos uníssonas “Mais um filho? Cê tá maluca?”. Rimos todas.

Do fruto desse casamento de parceria, nasceram 4 unidades do Ballet Carla Perotti (www.bcperotti.com.br), o Ballerine Atelier (www.ballerineatelier.com.br), criado para a demanda de fantasias para as apresentações de fim de ano, hoje grife de vestidos e acessórios, sempre dentro da temática do balé, com vendas também online. E vem aí o Ciranda Brincadeiras, novidade no segmento infantil. Feito coração de mãe.

Siga a Sabrina (Insta): @mamae5estrelas @ballerineatelier @balletcarlaperotti
Siga o EXNAP: @exnap_

DIVANDO COM MARINA COPOLA – O segundo Divando no Parque teve como convidada a consultora de Negócios e Marketing Marina Copola. A Marina é uma empreendedora pra lá de criativa. Aos 36 anos, é dona de proatividade e competência invejáveis, foi uma delícia ouvi-la falar dos projetos com os quais está trabalhando e, sobretudo, sobre sua paixão pelo Personal Branding. Os 8,5 km passaram voando!

Guerreira, saiu de sua cidadezinha natal de 7 mil habitantes, no interior do estado de São Paulo, para estudar em Campinas e hoje é dona do próprio nariz e negócio, a Nove Inteligência, consultoria de marketing digital e branding, dá apoio a empreendedores no desenvolvimento de negócios com propósito através de programas inovadores.

A Marina está em um processo incrível de crescimento, tem um direcionamento muito forte em relação aos objetivos pessoais, é virginiana, estudiosa e preocupada com a família. Ao atravessar o Portal do Recomeço, aquele olhar no horizonte, de quem enxerga pra frente. Um olhar de quem traz o futuro para o hoje.

Siga a Marina: Insta: @marina_copola / Linkedin: Marina Copola

Siga o EXNAP: @exnap_

 DIVANDO COM LÓLLA – Ela é psicóloga, estuda relações familiares e tem um chamego especial com a escrita. Colaboradora do portal EXNAP e mentora do site PsicoDivã, após 4 décadas clinicando, Lólla Sarmento se descobre plena para aceitar seus desafios e entender a caminhada de cada um que faz parte de sua vida.

Seu quintal na infância foi o Ibirapuera, literalmente: uma grande parte do terreno que hoje é o parque pertenceu ao seu avô. Após a desapropriação, só os 3 irmãos mais velhos tinham autorização para brincar no “mato do outro lado da rua”. Será que a caçula se conformou? “Assim que a minha mãe saía eu corria pra lá. Acho que meus irmãos não gostavam de ter que ficar de olho em mim”, conta rindo.

Lólla acredita que, para seguir em frente de bem com a vida é preciso deixar o passado no passado. É uma mulher que já vivenciou várias histórias de recomeços e acredita na importância de estudar constantemente a mente humana para auxiliar seus pacientes a evoluir e aceitar suas relações amorosas. Entender o processo de escolhas de cada um, analisando com cuidado sua raiz familiar.

Felicidade para ela é se sentir plena, inteira e entender que a caminhada fazemos com nossos próprios sapatos. O olhar do outro é apenas uma faceta de uma história visto por outro ângulo podendo ser somado a trajetória ou apenas uma simples escuta. A maior e melhor opinião é aquela que faz seu coração pulsar.

Siga a Lólla: Instagram: @lollaschmidtsarmento
Site: www.psicodivalollasarmento.com.br
Siga o EXNAP: @exnap_

Em uma conversa entre amigas, Ana e Juliana, ambas separadas e Aline, casada, falavam de divórcio e de como esse assunto ainda é visto como um tabu. Existe (acreditem!) muito preconceito e clichês. E só sabe isso quem vive ou viveu um divórcio.