E se você se tratasse como uma Deusa?

Experimente se conectar com a sua Deusa Interior em ações diárias. Acima de tudo se respeitando, se acolhendo e se amando em primeiro lugar.

magic-1485841_1280

Em um dos workshops do Sagrado Feminino que participei esse ano, houve um momento em que todas as mulheres estavam sentadas em círculo, e a facilitadora nos prometeu um encontro com a Deusa. Ela escondeu um objeto em um tecido bonito, e pediu para que cada mulher entrasse em contato com essa divindade.
Ah, deixa eu te explicar o que é esse negócio de Sagrado Feminino e o que eu estava fazendo nesse workshop. Na minha concepção, esse movimento de espiritualidade feminina vem pra despertar a mulher e ajudá-la a reencontrar o seu próprio poder. Através dos encontros, rituais e rodas de cura do Sagrado nós criamos uma verdadeira irmandade e deixamos de lado as ideias de competir com outras mulheres.
Eu encontrei por acaso esse mundo novo onde falamos abertamente sobre nossos ciclos menstruais, sobre sexualidade, sobre a vida, sobre relacionamentos e a coragem de amar a nós mesmas e o outro. Foi um caminho de muita cura e beleza desde então. Hoje, eu reconheço a minha própria força e poder feminino. Eu finalmente entendi que não tem nada a ver com o conceito de feminilidade que vemos no mundo. É bem diferente disso.
Mas voltando ao Workshop: cada uma olhava, se encantava e passava adiante o objeto envolto no tecido. Quando chegou a minha vez, eu já tinha entendido que o mistério escondido no pano era um espelho. Mas olhar pro meu reflexo e reconhecer a Deusa foi uma experiência transformadora.
Quando eu trabalho arquétipos das Deusas com as minhas clientes hoje, eu começo por aí: ela não é uma figura longe de você, algo a ser admirado e nunca alcançado. A música de Claudiney Prieto traduz esse sentimento:
“Eu sou a Deusa
Dos dez mil nomes
Infinitas possibilidades
Todos os poderes dela são meus
Todos os poderes dela estão em mim”

Te faço o convite de pesquisar sobre uma Deusa por quem você sente algum tipo de conexão. Afrodite, Deméter, Atena, Ártemis… Olhe a arte que a energia dessa Deusa inspirou: as pinturas, os poemas, os cantos.
E então, reconheça em você toda essa força. Se você fosse Afrodite (ou coloque aqui a Deusa que você escolheu), como seria sua postura corporal? Como viveria sua sexualidade? Que pensamentos você pensaria? Como se relacionaria com você mesma? E com os outros?
Desde que eu passei a me fazer essas perguntas com frequência, tem sido muito mais tranquilo caminhar pela vida. Me sinto conectada com uma fonte de poder infinita. Eu me curo com a força dessas figuras arquetípicas.
Experimente se conectar com a sua Deusa Interior em ações diárias. Acima de tudo se respeitando, se acolhendo e se amando em primeiro lugar.

Olívia Barbosa é uma mulher apaixonada por sexualidade. Tanto que foi a primeira brasileira a se formar como Sex Coach, e hoje é pioneira da Nova Revolução Sexual aqui no país. Trabalha individualmente com mulheres na criação de um espaço seguro para que ocorra uma linda libertação sexual. Atende online, dá consultoria sobre medidas pra se tornar o sexo mais seguro, palestras pelo youtube e se mete a escrever. Estuda e vivencia o Sagrado Feminino em toda sua potência, estando em círculo de mulheres sempre que possível.