Filhos, escola e aprendizagem: importante ou urgente?

Respirei fundo e fui em busca de algo que ajudasse a organizar o que vem antes e o que vem depois. Além, é claro, do que não precisa estar na rotina e só inferniza a vida de pais e filhos, ainda mais de quem se separou e agora precisa lidar com vidas em casas diferentes.

imagenssemusodesenhocoracao

Batendo um papo com a mãe daquela criança sapeca que me deu o rascunho da rotina semanal (para quem não sabe do que estou falando, clique aqui) não é que dei de cara com outra tarefa bem cabeluda? A questão agora era de falar sobre “prioridades”.
Respirei fundo e fui em busca de algo que ajudasse a organizar o que vem antes e o que vem depois. Além, é claro, do que não precisa estar na rotina e só inferniza a vida de pais e filhos, ainda mais de quem se separou e agora precisa lidar com vidas em casas diferentes.
Você está pronto para trilhar esse caminho conosco? Ter claro onde está, para onde vai e como quer chegar lá no que diz respeito à aprendizagem – do seu filho e sua? Então aperte os cintos! Vamos decolar rumo ao mundo corporativo e pedir emprestada uma ferramenta simples que ajuda os grandes executivos a decidirem o que realmente importa ou é urgente no final do dia. Vamos aprender a priorizar? Lá vamos nós.
image
Importante X Urgente

Com a prática, só de bater o olho na tabela da semana você saberá separar o que é importante e urgente daquilo que só estressa e gasta energia. E isso vale ouro porque nos ajuda a criar mais tempo para o que mais interessa na vida de cada um. Alguém discorda? Então pegue sua folha de rotina e tente agora associar o que ficaria em cada quadrante da imagem acima. Faça isso junto com seus filhos e lembre que a palavra chave aqui é o “equilíbrio” que cada um deverá buscará em suas vidas: não vale ter só incêndio para apagar ou passar o tempo enrolando e adiando o que é importante, hein? Os filhos nos ajudam muito nesta etapa, quando deixamos que a sinceridade venha à tona. Dividir o controle é uma outro segredo desse trabalho.
Veja agora como ficou a minha tabela, já com a escala de cores. É importante ter claro uma coisa: o que é importante e urgente para uma família pode não ser pra outra.

image
O que interessa aqui é você enxergar onde você está para melhor decidir para onde quer ir… O que nos leva à segunda tarefa de hoje: qual nome você daria para a sua tabela depois de colori-la? A minha se chama “onda tsunami vermelha” de tanta coisa urgente e importante para ser feita! E a sua? Quem quiser dividir a tabela ou trocar umas ideias, meu e-mail segue lá embaixo.
Abraço e bom traço!

Leia também: http://www.exnap.com.br/de-onde-fala-a-separacao-de-um-casal-olhada-pelo-prisma-dos-filhos/

Vanessa é mãe em tempo integral, além de psicopedagoga e pesquisadora do psicodrama, da psicomotricidade e da aprendizagem humana. Divorciada, trabalha em uma escola internacional em São Paulo como educadora e, pelas inquietações da vida, fundou com amigos uma associação socioeducacional chamada FabricAções. Em seus textos publicados aqui, procura partilhar alguns dos tijolos necessários para as pontes que precisamos construir entre adultos e crianças no que diz respeito à aprendizagem para a vida. vanessameirelles@fabricacoes.com.br