Filhos - O resgate da rotina

Que tal recomeçarmos esse trajeto e darmos a partida na direção oposta? Famílias uni-vos para o primeiro passo em direção a um respeitoso modo de tratar de quem está crescendo: TODOS RUMO AO RESGATE DA ROTINA!

kids-685774_1920

Na tranquilidade do meu sofá neste final de semana, li a matéria “Dia de enlouquecer criança “do Observatório da Imprensa (Por Norma Couri em 15/10/2015 na edição 872 ).
Com o olhar de mãe e de profissional que trabalha com crianças e aprendizagem, fiquei ali deitada, imaginando como seria possível estudar naquele ambiente que mais convida à desatenção e ao diletantismo do que ao foco e ao persistente empenho sobre pilhas de cadernos!
Críticas e elogios à parte convido todos a refletirmos sobre o tempo e o espaço que ajudamos nossos grandes pequenos a construirem para que possam gradativamente serem autônomos , aprendentes de si e dos conteúdos escolares. Ufa! Que palavrório. Prontos?
Há anos vivemos sob um bombardeio de listas e afazeres para tornarmos nossos filhos produtivos, atentos, criativos, responsáveis e tudo o mais ligado à palavra bom desempenho escolar. Nem sempre nossas crianças correspondem, nem nós. Livros sobre o assunto vendem aos borbotões e pais e mães cada vez mais encurralados pelo monstro do bom desempenho! Maratonas diárias sem direito a linha de chegada.
Que tal recomeçarmos esse trajeto e darmos a partida na direção oposta? Famílias uni-vos para o primeiro passo em direção a um respeitoso modo de tratar de quem está crescendo: TODOS RUMO AO RESGATE DA ROTINA! Isso mesmo, a boa, velha e por vezes tediosa rotina. Todos precisamos dela, mas quem está na escola mais ainda. Deixo aqui a sugestão: escolha uma folha de papel qualquer e uma caneta que você goste – ou lápis! Escreva junto com seu filho a sua rotina familiar. Depois passe para outra folha e junto com ele, escreva a rotina de estudos dele, o mais detalhado possível. Busque fazer uma tabela, com hora, dia da semana. Segue um modelo que a mãe de uma criança sapeca me deu.

Tabela_Vanessa_Exnap
E o recomeço de trajeto pode ser o da vida também, que às vezes nos obriga a mudar sem queremos. Embarque na sua direção oposta e quem sabe nos encontraremos em completos desempenhos.

Abraço,

Vanessa Meirelles
Psicopedagoga, psicodramaticista e mãe em tempo integral

Vanessa é mãe em tempo integral, além de psicopedagoga e pesquisadora do psicodrama, da psicomotricidade e da aprendizagem humana. Divorciada, trabalha em uma escola internacional em São Paulo como educadora e, pelas inquietações da vida, fundou com amigos uma associação socioeducacional chamada FabricAções. Em seus textos publicados aqui, procura partilhar alguns dos tijolos necessários para as pontes que precisamos construir entre adultos e crianças no que diz respeito à aprendizagem para a vida. vanessameirelles@fabricacoes.com.br