Importante, fundamental ou essencial?

Inspiiira, exxxpira ... Onde está o coração nesse simples ato tão cotidiano e vital? Batendo, claro!

juggler-195309_1920

Inspiiira, exxxpira … Onde está o coração nesse simples ato tão cotidiano e vital? Batendo, claro! E sua atenção, seu foco? Já estamos em Dezembro, fim de ano e ouço comentários do tipo: “acabou o ano”, “2015 voou” etc. Isso é muito comum quando não colocamos nossa intenção e atenção no dia a dia. Estamos acostumados (ou não) a criar metas, planejar objetivos maiores e esquecemos muitas e muitas vezes que os dias são feitos de momentos e que nem o mais ocupado ser humano pode dizer que não tem tempo pra prestar atenção durante um minuto em algo tão simples como a respiração.
Poderia ser em qualquer coisa do dia a dia, mas respirar é algo que fazemos sem perceber e precisamos muito desse oxigênio, mesmo que poluído. Nosso corpo sendo uma máquina perfeita se encarrega de tudo. Imagine só se precisássemos fazer todas as atividades metabólicas, comandar todos os órgãos … Enfim, tá tudo certo! E me refiro ao corpo como uma máquina, pois tem sua engrenagem perfeita, a comunicação entre os sistemas é algo genial, digno de aprendizagem. Só dá algum problema quando nos metemos a fazer algo que atrapalha seu funcionamento.
Somos seres complexos como tal, orquestrar nosso físico naquilo que nos compete (comer, dormir, etc), o mental (pensamentos), o emocional (sentimentos e emoções) e o energético (vibrações e energias) é uma espécie de malabarismo. Vamos criando as habilidades conforme treinamos e percebemos o que funciona ou não e em que momentos. Porém, o energético é o que mais tenho visto ser negligenciado. E por incrível que pareça, é tão responsável pelo bom funcionamento do organismo quanto uma alimentação equilibrada.
A prática regular de exercícios respiratórios, visualizações energéticas, seja de limpeza ou revitalização, visualizações criativas para atingir objetivos ou bem estar são ferramentas simples que adotadas no dia a dia trazem grandes benefícios. Sei que você deve estar pensando…” mais uma coisa pra fazer!” Existem coisas importantes, fundamentais e essenciais. Cabe a você classificar suas atividades diárias olhando de perto para suas sensações. O resultado disso pode te levar ao adoecimento ou bem estar. Claro que você também já deve ter ouvido isso milhares de vezes, mas um dia a ficha cai, aaaahh cai.

Mônica é psicóloga, buscadora, cinéfila, apaixonada pela vida e pela natureza, estudiosa do ser humano e das suas idiossincrasias. monicaloureiro@yahoo.com