Libido é fome de vida!

Uma das queixas mais comuns que chegam no meu consultório virtual é a baixa libido.

img_3240

Uma das queixas mais comuns que chegam no meu consultório virtual é a baixa libido.

Mulheres de todo canto do mundo tem apresentado uma apatia em relação ao sexo, falta vontade. Muito comum entre mulheres casadas (até costuma ser um fator apontado como razão pra se terminar um relacionamento), a baixa libido tem atingido mulheres solteiras também.
O que normalmente acompanha essa falta de vontade de transar é uma fadiga, um corpo cansado, um emocional abalado, uma mente que não para de criar cenários catastróficos. Uma falta de vontade de colocar projetos em ação, ideias no mundo. Procrastinação, deixar tudo que é realmente importante pra depois. Uma estagnação em uma área da vida (ou várias). Parece familiar?
Já faz um tempo que eu estou buscando a causa por trás desse quadro, e como superá-lo, já que eu passei pela mesma coisa. Uma fase de caos emocional, sem energia pra fazer nada, sem vontade nenhuma de me masturbar, ou de sair de casa, ou de levantar da cama. Quando eu percebi que tinha perdido minha libido, vi que minha vontade de viver tinha ido embora junto com ela.
Nessa época eu tomava anticoncepcional, comia carne e muito doce, muita coisa industrializada, todos os dias. Estava sedentária há pelo menos 2 anos! E sabe como é a primeira Lei de Newton, né? Quando nenhuma força é exercida, a tendência de um corpo é permanecer em seu estado natural. No meu caso, parada!
Corta pra 2016: faz quase 2 anos que voltei a praticar exercício físico. Fiz 1 ano e meio de yoga religiosamente pelo menos 2 vezes por semana, alguns meses de dança tribal enquanto isso. Hoje faço dança do ventre, e estou me preparando pra uma apresentação no próximo mês. Também planejo voltar a praticar yoga e começar a correr (ainda mais depois que uma colega Sex Coach me ensinou algo que ela chama de “corrida orgástica”) ainda esse ano.
Larguei o anticoncepcional e tive o acompanhamento da mulher que pra mim é referência no país em saúde hormonal da mulher, a Melissa Setubal. Me sinto bem privilegiada por isso. A partir do que aprendi com ela, hoje eu cozinho pra mim como um ato de amor e busco ter cada vez mais consciência ao me alimentar. Mais água, mais verdes, mais legumes. Menos sofrimento animal: veganismo por razões éticas.

Sigo tratando os ovários policísticos de forma natural e tranquila, sem fazer dieta restritiva. Mais amor pelas minhas emoções, mais cuidado, mais afeto comigo mesma.
Com essa reviravolta de hábitos que eu fui construindo aos poucos, a minha libido voltou a todo vapor. Minha melhor amiga vive dizendo que tô com fogo na bacurinha, e eu concordo. Toquei pra frente uma série de projetos que eu tinha deixado pausados, recuperei o tesão pelo meu trabalho, pela minha vida no geral, por mim mesma, e pelos outros.
Te faço o convite pra pensar como seu estilo de vida está impactando a sua libido. É sempre tempo de começar a se cuidar melhor. Ajude o seu corpo a te ajudar! Acredite, vale muito a pena. 🙂

Olívia Barbosa é uma mulher apaixonada por sexualidade. Tanto que foi a primeira brasileira a se formar como Sex Coach, e hoje é pioneira da Nova Revolução Sexual aqui no país. Trabalha individualmente com mulheres na criação de um espaço seguro para que ocorra uma linda libertação sexual. Atende online, dá consultoria sobre medidas pra se tornar o sexo mais seguro, palestras pelo youtube e se mete a escrever. Estuda e vivencia o Sagrado Feminino em toda sua potência, estando em círculo de mulheres sempre que possível.