Coisas que aquele babaca me ensinou

O que eu aprendi? Fiz um lista. 1- A gente aceita o amor que julga merecer.

man-sunset-persons

Eu tive um relacionamento completamente conturbado. Resumidamente foi o cara perfeito: moreno, alto, bonito e sensual. Engraçado, estabilizado e inteligente. Tínhamos conversas maravilhosas, fizemos viagens incríveis e tivemos uma química nunca antes vista na história da humanidade. Foi foda.

Foi foda porque eu, naturalmente, me fodi. Aquela história pela qual toda moça que se preze já passou: um cara não diz o que quer e você se ilude, ele não diz se te quer e você se ilude, ele não sabe o que quer e você se ilude. Enfim, a gente sempre se ilude.

Mas, após um certo (muito) tempo de ilusão eu realmente cai na real. “Não preciso disso não, obrigada, some da minha vida” eu disse a ele aos prantos e ele se foi sem olhar pra trás. E foi muito difícil pra mim, a iludida, porque eu sabia o quanto ele me fazia mal e na doce ilusão achava que podia conserta-lo. Eu sabia o quanto ele me fazia mal e mesmo assim o queria. Eu sabia que iria me foder ainda mais na história e ainda assim era difícil me imaginar sem ele.
Loucura, né?

Na verdade não existem loucuras quando se trata de amor. O amor por si só que é louco.
Enfim e terminando o resumo, apesar de todo o sofrimento eu me mantive firme e hoje sou capaz de agradecer ao universo por ter passado por isso e não estarmos mais juntos. Na época do término eu me desestruturei pra caramba, naturalmente, mas o tempo me possibilitou enxergar possibilidades e aprender lições valiosas com esse cara.

O que eu aprendi? Fiz um lista.

1- A gente aceita o amor que julga merecer.
Analisando a cada instante do relacionamento, essa foi a conclusão que eu cheguei. A gente precisa se amar muito, se adorar muito, se cuidar muito e saber estar bem sozinha pra que qualquer um que chegue só permaneça se for capaz de nos amar com a mesma intensidade a qual nos amamos. Se você não consegue se amar, não espere que alguém o faça.
Esse foi o meu principal erro com ele. Eu o superestimava ao mesmo tempo em que me subestimava e assim apaziguava aos seus defeitos e minimizava as minha qualidades. Aprendi a lição, mas demorou, e eu teria me poupado se soubesse que era cilada no momento que ele me disse “estar confuso”.
Quer uma fica pra se amar mais? Pense em si mesma e em sua história. Se olhe no espelho e saiba que cada marca tem uma história, que cada cicatriz esconde uma dor e que cada passo que deu te levou mais longe e te manteve mais forte. Perceba o quanto você é linda, o quanto já batalhou e do que abriu mão pra chegar aonde está. Entenda que viver já foi doloroso, mas que continuar sorrindo é a maior vitória. Se empodere e reconheça que todo ganha teve perdas e que nas perdas também há ganhos. Você é incrível demais pra chorar por alguém.

2- Resolva todas as suas questões emocionais consigo mesma.
Independente de você ser linda, cheirosa e saber desfilar num salto agulha, se tiver problemas de infância mal resolvidos, carência afetiva, “desestabilidade” emocional, você não estará plena para conhecer alguém porque (pode ser) que escolha o cara errado baseado nas suas dores do passado e não em uma perspectiva do futuro.
Então vai fazer terapia, bater papo com o máximo de amigos que conseguir, encontre um hobby e seja sempre franca consigo mesma e com suas perspectivas. Não deposite os seus problemas em um cara porque ninguém é obrigado a levar a bagagem do outro nas costas e você vai sofrer o dobro se ele não der conta de carregar pra você.
Ao me relacionar com esse rapaz eu errei nesse quesito também. Eu o via como alguém que, por ser tão legal, iria me libertar de todas as minhas questões pessoais e seguiríamos lindamente unidos. Ele errou ao querer ficar me enrolando, mas hoje eu percebo que se nem mesma sabia o que queria da vida, como culpa-lo por achar que eu me contentaria com pouco?

3- Amigas. Invista sempre nas suas amigas.
A gente fica na pilha de relacionamentos perfeitos, na neura de homem dos sonhos. Mas, vai por mim, o que te segura nessa vida são as boas amizades. As suas amigas serão o seu verdadeiro relacionamento estável, então tenha sempre tempo para as suas amizades e esteja disposta a fazer novas. Elas vão te amparar nos sufocos que te aguardam no caminho.

4- Esteja sempre de batom.
Não importa o quanto esteja triste, infeliz ou querendo sair na rua de pijama e sem pentear o cabelo. Não faça isso. Jamais.
Poucas coisas são tão eficazes quanto um batom vermelho e uma bota cano 15. Então, por favor, se arrume ao sair de casa porque você vai se sentir bem. A nossa aparência é a porta de entrada para causar uma boa impressão e por isso você precisa aparentar ser alguém que se ama e se cuida mesmo que naquele momento não esteja assim.
Muita coisa ainda te espera na vida, sabia? Então esteja bonita pra quando elas chegarem.

5- Sabe o seu pior relacionamento? Haverá outros.
Talvez sejam melhores, talvez sejam piores, mas haverá mais. E você precisa estar bem consigo mesma pra aproveitar cada momento deles e saber seguir adiante sozinha ou acompanhada de alguém.
Quando eu dei um basta nessa relação eu fiquei mal, achando que jamais encontraria alguém que me satisfizesse como ele foi capaz. Mas à medida que eu fui superando a dor e me permitindo novas vivências eu vi que estava enganada. Existem homens demais no mundo. Infelizmente alguns capazes de magoar e entristecer mas precisamos aprender a superar a dor de amor com o amor próprio. Também há muitos por ai que nos farão tão bem que só será preciso estar disposta e se dar uma chance.
E pode instalar o Tinder, é bom pra ver as opções de mercado.

6- Seja você.
Não ligue para a sua amiga gravida do terceiro filho, pra que casou com um italiano, pra que conseguiu uma bolsa e está vivendo na Austrália com aqueles surfistas maravilhosos. Você é você, com as suas experiências, dores e delicias em que ser você mesma te proporcionou até hoje. Tente ser cada dia melhor do que ontem, mas não melhor do que as outras. O tempo vai se encarregar de levar até você o que é seu.

7- Transe.
Porque é bom, porque emagrece, porque faz bem pra pele, porque melhora o humor. Mas transe sempre que quiser e com quem quiser. A vida é curta demais pra que a gente goze pouco.

8- O único final feliz que existe se chama orgasmo.
O resto ainda não chegou ao fim.

Leva a vida com leveza enquanto tenta ser psicóloga, poetisa e dançarina de valsa. É apaixonada por viagens para todos os destinos, gatos de todas as raças, álcool em todas as doses e homens de todos os tipos.