LOUCOS POR BIKE - saúde, amizade e até casamento!

Essa é a história real de Andréa e Carlos, que começaram no grupo e hoje são loucos um pelo outro...

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Essa é a história real de Andréa e Carlos, que começaram no grupo e hoje são loucos um pelo outro…

Pedalar emagrece, controla a ansiedade, deixa a pele mais bonita, colabora com o meio ambiente… e, entre tantos benefícios, também promove amizades e até faz surgir um casamento.

O grupo Amigos Loucos por Bike foi criado pelo corretor de seguros Luiz Morales em 2012, reunindo alguns colegas de profissão pela Associação UCS- União de Corretores de Seguros, motivado pela necessidade de abandonar o sedentarismo e ter uma vida com mais saúde. O sucesso dos encontros fez com que os corretores de seguros pedissem para convidar também seus clientes e amigos. Com o grupo crescendo, surgiu a ideia de criar uma marca e uma camiseta para distinguir dos outros grupos. As camisetas, renovadas periodicamente, são patrocinadas por seguradoras que decidem apoiar os parceiros de negócios e o esporte. Desse início foram inúmeros exemplos de novas amizades, de pessoas que puderam encontrar uma nova forma de felicidade.

Por brincadeiras do Luiz Morales quanto à velocidade dos integrantes nas pedaladas, principalmente chamando as meninas de “coelhinhas”, ele passou ele a ser conhecido como o Coelhão, e o grupo passou a ser simbolizado por coelhos, que estão presentes em camisetas, bonecos de pelúcia pendurados nas bikes e dados como brindes em eventos.

Uma página no Facebook (www.facebook.com/amigos.loucos.bike) foi criada para compartilhar fotos e informações sobre os passeios, e logo recebeu o contato de pessoas interessadas em participar também. Foi o caso da Andrea BIazotto, 45 anos, que queria começar a pedalar.

O grupo também atrai novos integrantes nas ruas por onde passa, contagiados pela alegria daqueles Loucos por Bike. Foi o caso do Carlos Valentini, 54 anos, que já pedalava há 5 anos e pediu informações sobre os trajetos.

Com mais de 100 participantes inscritos, a cada passeio diferentes pessoas se reúnem. No dia 23 de fevereiro de 2014, quis o destino que tanto a Andréa como o Carlos resolvessem ir ao encontro do grupo.

No final do percurso, o extrovertido Coelhão resolveu bancar o cupido. “Ele nos questionou: ‘Você está sozinha, ele também… Por que não vão tomar um suco e se conhecer melhor? ’. Nós obedecemos. Como amamos obedecer a esta ordem”, revela Andréa.

O suco deu início a uma amizade que logo se transformou em namoro. “Começamos a namorar, nos curtir, viver os momentos bons da vida. Nos apaixonamos, nos compreendemos, sempre temos um abraço na hora exata que precisamos. Acreditamos que chegou a hora certa com a pessoa ideal”.

Completando um ano de namoro, no dia 22 de fevereiro os ciclistas ficaram noivos durante um passeio do grupo. “Não contamos para ninguém. Iniciamos uma contagem regressiva na pagina do facebook, pedimos para todos estarem nesse dia conosco e no Parque Villa Lobos declaramos a surpresa. Foi lindíssimo e iluminado o noivado, em um domingo lindo de céu azul e muito sol”.

Eles não aguentaram esperar mais um ano e resolveram antecipar a data do casamento para 15 de agosto de 2015. “Nem passou pela nossa cabeça fazer algo sem os Loucos. Desta vez pedimos ajuda ao Coelhão Luiz, sua esposa Lourdes, e também ao amigo Dirceu e sua esposa Cassiana. Queríamos fazer um dia diferente, aconchegante e harmonioso”.

A comemoração aconteceu num dia como todos do grupo adoram: pedalando. “Buscamos um local para que comemorássemos fazendo uma trilha. Achamos um lugar acolhedor e não resistimos, fechamos. Convidamos o grupo e mais alguns amigos para esse dia tão especial. Além da nossa família, tinham três pessoas que nós não abriríamos mão de estar conosco: nossos padrinhos Luiz Morales (Coelho cupido) e Windsor Veiga, além da madrinha Valéria Cozzetti”.

12650241_983325175081640_380213955_nA união aconteceu no Armazém do Limoeiro, em Itu, em seguida à trilha. Os noivos trajaram camisetas com desenhos representando roupas de casamento, e os padrinhos e madrinha usaram camisetas de super-heróis – tudo ideia dos noivos. O buquê da noiva tinha coelhinhos. “Essa grande festa teve direito ao melhor presente do mundo: amigos”.

“Fomos acolhidos com amor e acreditamos que retribuímos da mesma forma, tudo feito com muito carinho para que todos nossos amigos não fossem somente convidados do nosso casamento, mas que fizessem parte da nossa união”.

Casados, agora seguem pedalando juntos e tornando mais alegres os próximos caminhos da vida.

 

 

 

 

*Photo credit: K.Hurley via VisualHunt.com / CC BY-ND
** foto interna: arquivo pessoal

Em uma conversa entre amigas, Ana e Juliana, ambas separadas e Aline, casada, falavam de divórcio e de como esse assunto ainda é visto como um tabu. Existe (acreditem!) muito preconceito e clichês. E só sabe isso quem vive ou viveu um divórcio.