Meu grande amor de uma noite

e vem, coloca um filme, ah vou te mostrar um show, nossa adorei essa música, deita aqui do meu lado, e o meu coração saltando, poxa como você é linda, fica aqui pertinho, e os corpos juntos, e as bocas se encontrando, e a barba no meu pescoço, e seu cheiro em mim, e nossas peles sem começo e nem fim.

meu amor de uma noite

A primeira vez que o vi foi há quase 10 anos, estávamos num evento grande de uma amiga em comum. Eu estava cansada, já havia me despedido de todos da mesa e me dirigia até a saída. Algo me chamou a atenção e me voltei para trás: o tempo parou por um instante e seguiu em câmera lenta. Ele cruzando o salão e eu ali, estática, até perdê-lo de vista. Respirei fundo e fui para casa, pensando no que tinha acontecido: as luzinhas como vagalumes na penumbra, aquele homem andando, a música alta, eu suspirando em direção contrária em meio aos pulos e balanços dos outros corpos.

Dia desses o reencontrei e prontamente me senti bem feliz em revê-lo de perto, cara a cara. Nos entrosamos rapidamente e quando percebi, nossas pernas já se entrelaçavam sob a mesa e seus braços passeavam em minha volta. Ele sorria e eu com a sensação estranha de sempre ter vivido ao seu lado, eternizando aquele momento aqui dentro em segredo.

Algumas taças de vinho depois, fomos para a minha casa. Falávamos sobre a vida, ouvi histórias lindas de seu passado e fiquei sabendo que a estrada que percorro constantemente faz parte do laço de amor entre seus pais, rimos juntos de nossos erros… e vem, coloca um filme, ah vou te mostrar um show, nossa adorei essa música, deita aqui do meu lado, e o meu coração saltando, poxa como você é linda, fica aqui pertinho, e os corpos juntos, e as bocas se encontrando, e a barba no meu pescoço, e seu cheiro em mim, e nossas peles sem começo e nem fim.

Nunca mais nos vimos.

Conheça mais do trabalho da artista plástica Camila Morita

Link do trabalho www.flickr.com/camilamorita

Instagram: @moritacamila

Camila Morita é formada em Arquitetura e Cenografia e dedica-se à ilustração e pintura desde 2007. Sua obra passa por várias fases e representa cada circunstância marcante em sua vida, resultando em séries intimistas e com um plano de fundo onírico. Para complementar estes grafismos, utiliza de textos para concluir e reorganizar os próprios pensamentos e devaneios.