Meu grande amor foi embora... que bom!

Eu virei música, sabia?!

img_5356

Que mulher de sorte eu sou…
Tem dias que me ainda me pego pensando porque que o meu grande amor foi embora?. O meu GRANDE AMOR ?…
Não a pessoa, o amor.
O amor foi embora, o amor deixou de existir, e saiu andando por aí.
A pessoa está lá ainda, no lugar certo, longe de mim.

Mas o amor foi embora, e eu gostava de viver com aquele amor. Ele enchia meu peito, sabe… Ele me tirava as palavras. Ele me dava uma segurança que nenhum outro sentimento já tinha me dado.
Mas meu amor foi embora…

E abriu um espaço gigante no meu peito!

No começo, nada mais era do que dor. Nada mais era do que um espaço cheio de mágoas.
Que triste ter um peito cheio de mágoas, não é?
Mas as mágoas também me deixaram, aos poucos… Algumas ainda resistem, mas a maioria já foi embora…

E no lugar das mágoas ficaram espaços.
E os espaços foram sendo preenchidos por pequenos amores, pequenas paixões, por grandes prazeres e por um imenso amor por mim mesma.
Esses pequenos amores me trouxeram alegrias que o meu grande amor nunca me deu.
Nunca tive a sensação de ser adorada, admirada… amada…
Por pessoas que viram em mim um brilho, um encanto que nem eu mesma sabia que existia.
Eu virei música, sabia?
Eu virei poesia nos olhos dos meus pequenos amores.
Eu fui musa inspiradora.

Musa inspiradora de músicas e poesias, mas principalmente, fui musa inspiradora de sorrisos.
Eu causei tantos sorrisos!!! Nem saberia como te contar!

E tudo isto porque meu grande amor foi embora.
Como eu posso agradecer meu grande amor? Ele nunca entenderia.

O meu amor, não o dono desse meu amor, ou a quem um dia, eu dei esse amor.

Meu grande amor foi embora para abrir espaço para mais amor.

Hoje eu amo imensamente!
E eu sei que este amor que eu construí dentro do meu peito, ele é tão meu que ele nunca vai me deixar.

Clara é escritora, divorciada, mãe, apaixonada, feliz. O seu maior prazer é deixar as palavras brincarem na sua cabeça e assumirem o controle. Recomeça todos os dias, se equilibrando em mágoas e amores.