O funeral do casamento (parte 2)

O primeiro passo após uma separação é sentir que essa relação não estava sob o seu controle e nem nas mãos do outro, ou seja, como em um investimento cada parte assume 50% dos acertos e erros da relação. E o mais comum em uma união é esperar que o outro assuma a responsabilidade pela sua felicidade quando somente você é responsável por ela.

papocabecaimagem00005

O primeiro passo após uma separação é sentir que essa relação não estava sob o seu controle e nem nas mãos do outro, ou seja, como em um investimento cada parte assume 50% dos acertos e erros da relação. E o mais comum em uma união é esperar que o outro assuma a responsabilidade pela sua felicidade quando somente você é responsável por ela.

Lembre-se que antes de ser um casal você é um indivíduo e é muita pressão para o outro assumir a responsabilidade por sua felicidade e vice-versa. E quando isso acontece as separações são muito dolorosas.

E assim começa o luto dessa perda. Chega o momento da partilha dos bens, das fotos, dos móveis, de resolver com quem ficará o cachorro, a guarda das crianças, etc…
E isso é muito doloroso para ambos e para a família, é como perder alguém que está vivo, o antes “nós” volta a ser “eu”.

O apego a cada momento desta história será constantemente lembrado por meio de cada objeto compartilhado e a cada encontro com os amigos em comum, enfim, não podemos esquecer que cada objeto esta ligado a uma lembrança e no fundo por causa delas você pode estar resistindo a fazer essa passagem. E mesmo em casamentos mais modernos, ou contratos de união estável essa fase pode ser a mais difícil.

E sentir essa dor e perceber que essa é uma fase necessária pode ajudar muito, pois fugir dessa dor poderá te prejudicar no futuro. Então, respeite o seu tempo, seja como for.
E assim, conforme o tempo for passando a sua vida vai reencontrar a ordem e o equilíbrio e esse luto e essa dor vão passar, e esse sonho do casamento será substituído por outros sonhos e você aprenderá a honrar e agradecer por tudo o que viveu, ou seja, cada momento que passou ao lado desse alguém que foi tão especial em sua vida.

Hoje é o momento de olhar para trás e sentir como você mudou, como você cresceu e o quanto essa relação contribuiu pra isso.

Você amou, compartilhou e se dedicou, porém, agora é chegado o momento do desapego e de seguir em frente. Por isso feche os olhos, encontre seu parceiro dentro de si e sinta a profundidade dessa frase:

“Reconheço em você toda a nossa história e a carrego em meu coração gravado em minha alma.”

Gil é psicoterapeuta Junguiano e Constelador familiar. Especializado em terapias energéticas como Reiki, que atuam no equilíbrio da interação do corpo com as emoções e a mente. Consultor de imagem e visagista há 13 anos, seu maior objetivo é unir o conteúdo interno com o externo de forma harmônica. imagemgil@hotmail.com https://www.facebook.com/oscirculosdoamor/