O mundo é grande (parte 3)

Porém, você vai recolhendo a lenha e faz uma fogueira para esquentar o coração, até que chega o momento de olhar para aquela terra fria e deserta e ela já não te assusta mais tanto quanto antes.

imagem do pixabay estrada

Você já assistiu ao filme “O dia depois de Amanhã?”. O tema principal mostra a Terra sofrendo grandes alterações climáticas que modificam drasticamente a vida da humanidade.Talvez essa seja a sensação após uma separação, em que a vida jamais será a mesma, parece que a era glacial nunca passará. Porém, você vai recolhendo a lenha e faz uma fogueira para esquentar o coração, até que chega o momento de olhar para aquela terra fria e deserta e ela já não te assusta mais tanto quanto antes. E aos poucos a coragem volta a se instalar em você e de repente você percebe que nunca esteve sozinha. Também percebe que não foi e não será a única pessoa a passar por isso e que o Sol não deixou de brilhar, mesmo nos dias mais frios.Com o tempo você aprende a olhar para você, para os seus desejos reais. E se você tem filhos é importante separar a relação ex marido e ex mulher da relação pais e filhos. Olhar para isso com respeito é a melhor forma de fazer esta transição e isso será benéfico para os filhos, pois eles não ficarão confusos.

Hoje é muito comum que a guarda seja compartilhada entre os pais e isso facilita e muito na tomada de decisões quanto aos interesses deles.E quando o casal tem uma boa relação os filhos ficam preservados. É importante refletir que antes da chegada deles existia já a relação homem e mulher e qualquer problema ou diferença deve ser resolvida entre eles, ou seja, entre os adultos, e as crianças devem ficar fora disso. Essa é uma questão de hierarquia, ou seja, os que vieram antes tem mais força e capacidade para resolverem seus problemas.O dia após o amanhã significa tomar as rédeas de sua própria vida, com novas atitudes, assumindo a liderança. Aos poucos você curtirá a nova casa, o guarda-roupa só seu e terá mais tempo pra você. Mas talvez em um dia ou outro você sinta falta daquele selinho, mesmo sem graça no café da manhã antes de sair para o trabalho e em dias assim você pode se perguntar se foi mesmo bom a separação. Mas lembre-se que com as mudanças vem também o medo e a recém adquirida liberdade também assusta.
Mas lembre-se que o tempo colocará sua vida nos eixos outra vez:
“A benção está em continuar a viver!”

Gil é psicoterapeuta Junguiano e Constelador familiar. Especializado em terapias energéticas como Reiki, que atuam no equilíbrio da interação do corpo com as emoções e a mente. Consultor de imagem e visagista há 13 anos, seu maior objetivo é unir o conteúdo interno com o externo de forma harmônica. imagemgil@hotmail.com https://www.facebook.com/oscirculosdoamor/