Pelos para quem quer pelos!

Queridas e queridos, há algo gravíssimo acontecendo bem debaixo dos nossos narizes, há vermes ardilosamente camuflados que tentam – e estão em vias de conseguir – acabar com o que nós (ainda) chamamos de tesão, de desejo físico, de sexo!

superhero-2503808_1920

Queridas e queridos, há algo gravíssimo acontecendo bem debaixo dos nossos narizes, há vermes ardilosamente camuflados que tentam – e estão em vias de conseguir – acabar com o que nós (ainda) chamamos de tesão, de desejo físico, de sexo!

Outro dia um jornal na TV apresentou uma matéria sobre as opções de camisetas com gola em V para os homens. Alguns transeuntes experimentaram a “nova” moda que vai desde golas conservadoras até as que se assemelham a decotes femininos. E o que isso me interessa? Nada. Porém, quando eu pretendia lançar a matéria no baú das inutilidades humanas, a consultora de moda advertiu que… pelos escapando por uma gola é gafe, é brega, é feio. Ficou claríssimo: os pelos masculinos estão proibidos!

Claro que eu dei um pulo da cadeira na mesma hora com a caneta em punho: alto lá! Pelos – em homens e mulheres – são fundamentais a um sexo gostoso. Apará-los é uma estratégia interessante (até para evitar aqueles pelos e pentelhos compridos que grudam nas nossas gargantas), mas raspar, depilar, extirpar todo e qualquer pelo é loucura!

O pelo conserva nosso cheiro de macho ou fêmea, o pelo é como uma tora de rolagem que facilita o vai-e-vem do sexo sem que as peles fiquem em carne viva, o pelo é um protetor natural, além de ser (falo por mim) muitíssimo agradável ao toque.

Por que será que a moda tenta sempre limpar nossas mais tesudas características? Pergunte a qualquer homem que ainda não tenha sido abduzido pela ficção científica da pornografia o que ele acha de um bumbum molinho. Pergunte a um desses homens o que ele acha de seios que balançam dentro do sutiã, seios que possuem perfil de pera, que descem macios dois centímetros quando o sutiã é retirado. Eles amam! Mas a moda nos traz como modelo a seguir mulheres com peitos duros de maçã e bumbum de pedra. Essa mesma moda agora impõe aos homens a obrigação de se depilar. Para quê? Para que o único tesão do mundo seja o de vestir o que o Big-Brother-Fashion mandar? (Eu me refiro ao “Big Brother” do clássico livro “1984”, de George Orwell).

Um a um, nossos deliciosos atributos físicos vão sendo relegados à esquisitice e os pelos masculinos são apenas mais um símbolo dessa esterilização. Se você quer, como eu, um futuro em que os corpos possam ser orgulhosamente naturais e tesudos, em que haja espaço, em pé de igualdade, para o pelado e o peludo, para a macérrima e a gordinha, não aceite essa estética perversa e antinatural que tentam nos entubar goela abaixo. Por uma vida com muito mais tesão e muito menos neurose, junte-se a mim: pelos para quem quer pelos!

Stella Florence é escritora, autora dos sucessos “Loucura de Estimação”, “Eu me possuo”, “O diabo que te carregue!”, entre outros livros que tratam do universo feminino. Stella é cronista veterana e parceira do Exnap. www.stellaflorence.net

 

Stella Florence é escritora, autora dos sucessos "Loucura de Estimação", “Os Indecentes”, "Eu me possuo" entre outros livros que tratam do universo feminino. Stella é cronista veterana e parceira do Exnap! www.stellaflorence.net