Por que é tão difícil fazer planejamento financeiro? Saiba onde as pessoas erram + 5 dicas para iniciar o seu agora

O planejamento financeiro não se resume apenas a aumentar o patrimônio ou evitar o endividamento.

Feel free to use this image, just link to www.SeniorLiving.Org  This photo expresses how I feel about our current government budget.

O campo das finanças é amplo, dinâmico e, por vezes, pode parecer complexo. Ele afeta diretamente a vida das pessoas e das organizações. Assumindo o controle do futuro financeiro, você aumenta sua autoconfiança e isso potencializará todas as áreas da sua vida, ajudando a ter mais equilíbrio e felicidade.
Planejar as finanças: por que isso é tão importante?

No fundo, ninguém discorda da importância do planejamento financeiro. O problema é que poucas pessoas conseguem colocar em prática esse conceito. Os seres humanos são dotados de razão e emoção, e o equilíbrio entre essas duas coisas é fundamental para uma boa gestão financeira. O endividamento gera estresse e a folga financeira gera tranquilidade: simples assim!
Percebemos, no Brasil, uma verdadeira revolução no assunto “planejamento financeiro pessoal” nos últimos anos. Em um país que tem uma das maiores taxas de juros do mundo e um elevado índice de desemprego, onde a educação financeira não é abordada no âmbito escolar, há um descontrole financeiro em uma parcela expressiva de brasileiros, desestruturando muitas vezes todas as outras áreas da vida, como saúde, relacionamentos, carreira e espiritual.

O planejamento financeiro não se resume apenas a aumentar o patrimônio ou evitar o endividamento. A sua real importância está relacionada à gestão financeira das pessoas, que, quando mal feita, acabará causando impactos no rendimento profissional e social.

Independentemente do que você considera importante para ser feliz, o planejamento financeiro é fundamental para o equilíbrio em nossas vidas. Não importa se você quer viver em um lugar luxuoso, grande e confortável, ou em um lugar simples, pequeno e desprovido de luxos: o planejamento financeiro – ou a falta dele – irá influenciar muito em seu poder de escolha.
Uma frase de uma das americanas mais marcantes do século XX, conhecida por ser uma referência em charme, humor, intelecto e ambição, Clare Boothe Luce, expressa isso de uma forma muito inteligente e sábia: “O dinheiro não compra felicidade, mas pode deixá-lo terrivelmente confortável enquanto você estiver infeliz”.
Onde erramos?

Mas, afinal, por que é tão difícil se planejar financeiramente? Existem vários motivos, e cada pessoa tem os seus. Um deles é nossa própria História: no Brasil, muitos anos de inflação, desinformação e erros cometidos por sucessivos governos resultaram em conceitos financeiros errôneos, absorvidos sem contestação e passivamente pela população, de geração para geração. Gerenciar o próprio capital muitas vezes se torna uma tarefa quase impossível para as pessoas que desconhecem o poder do planejamento e da organização.
Além disso, o modelo financeiro de uma pessoa consiste na combinação de seus pensamentos, sentimentos e ações em relação ao dinheiro e isso envolve crenças e outros aspectos que podem ser limitantes.

Como organizar meu dinheiro de forma eficaz?

Alguns pontos são essenciais no planejamento financeiro. De acordo com Gustavo Cerbasi, um dos maiores especialistas do assunto no Brasil e autor de diversos (e mais vendidos) livros de educação financeira, controle de gastos, estabelecimento de metas, disciplina com investimentos, ajustes referentes à inflação e mudanças na renda e administração do que se conquistou são básicos na construção de um planejamento eficaz.

Veja abaixo 5 dicas para você dar os primeiros passos agora mesmo:

1. Defina seus objetivos: comece seu planejamento financeiro pelos seus objetivos de vida. Que estilo de vida você quer ter? Qual o conceito de felicidade para você? Quais são suas metas e objetivos? Refletir sobre essas questões e listar seus objetivos é fundamental para a condução de um planejamento financeiro de sucesso, que é aquele que está alinhado e que serve de pilar para as outras áreas da sua vida.
O grande filósofo Aristóteles, considerado detentor de profunda compreensão da natureza humana, ao longo de seus estudos concluiu que todos os seres humanos, de acordo com sua própria personalidade, anseiam e buscam algo diferente do que possuem: riqueza, fama, amor, poder, segurança ou aventura, mas o que realmente procuram é a mesma coisa: felicidade. Por isso, esse é o primeiro passo! Além disso, sem objetivos, não há ninguém que consiga ter consistência em planejamento algum.

2. Organize-se e tenha disciplina: é fundamental ter controle financeiro e gestão dos investimentos realizados ou das dívidas. Em geral, as pessoas fazem muito esforço para obter dinheiro, e, nos dias de hoje, o que se ganha parece desaparecer muito rapidamente. Ou então, por desconhecimento ou falta de organização, o investimento escolhido é sempre o mais fácil e menos rentável. Para controlar as finanças, ao invés de ser controlado por elas, é preciso se organizar.

3. Gaste menos do que ganha: essa regra é fundamental para você ter um planejamento financeiro de muito sucesso. A pressão psicológica existente no nosso meio capitalista para consumir e se endividar além do razoável é enorme e, por essa razão, não é fácil resistir ao apelo de gastar mais do que se ganha. E isso acaba com qualquer possibilidade de planejamento e de atingimento dos seus objetivos mais nobres.

4. Adote ferramentas que te auxiliem: Para se organizar e ter um planejamento financeiro efetivo, duas ferramentas são básicas: o orçamento e o balanço. Elas são primordiais, pois, usadas corretamente, podem ajudar na identificação de processos que precisam de melhorias, ou seja, são suporte para um plano de ação. Existem outras ferramentas também importantes, mas para começar, é preciso entender o básico:
· Orçamento: as receitas e as despesas ordenadas no papel, em uma planilha ou em um programa garantem rapidez no gerenciamento do dinheiro e melhor visão da vida financeira no dia, na semana, no mês ou até mesmo no ano. A maioria das pessoas consegue se lembrar de suas maiores despesas, tais como aluguel, prestação de carro, etc. Entretanto, poucos conseguem perceber aqueles gastos pequenos, mas diários, que se acumulam e podem causar um rombo no orçamento.
Muitas pessoas ignoram a importância de uma vida financeira controlada e planejada, seja por acharem “muito difícil” organizar as receitas e despesas, seja por não saberem por onde começar ou não terem uma direção a seguir. O orçamento vai te fornecer uma fotografia mais imediata, e isso pode trazer benefícios incríveis como: saber para onde está indo o seu dinheiro, evitar assumir dívidas impagáveis, identificação e corte de desperdícios, iniciar a formação de um patrimônio e aumento de produtividade à medida que o dinheiro não é fonte de preocupação e perda de foco e sim um meio de alcançar seus melhores objetivos.
· Balanço patrimonial: é a fotografia da situação econômica e financeira. Conhecer sua situação patrimonial é fundamental para direcionar suas ações e a realização dos seus objetivos. Ela fala muito sobre você, suas atitudes, sua condição de liberdade, sua história de vida, seu hoje e seu amanhã. Com uma vida financeira bem controlada, o dinheiro vai render mais, possibilitando até mesmo a realização de planos e sonhos considerados “inatingíveis”. O balanço é uma ferramenta que permite fazer uma análise mais profunda, com uma reflexão mais abrangente sobre a situação encontrada.

5. Verifique os resultados – controle o dinheiro ou ele o controlará: este é o quinto e um dos mais importantes pilares iniciais para um planejamento eficaz. Depois de planejar, acompanhar os resultados é fundamental. Esse controle é simplesmente a ação necessária para verificar se os objetivos, planos e compromissos assumidos estão sendo obedecidos. Ou seja, se você está indo em direção àquilo que planejou.
Concluindo, o controle das finanças não vai fazer com que você ganhe dinheiro, ou dizer qual o melhor investimento, mas sim ajudar na melhor utilização deste recurso, permitindo que ele seja direcionado para coisas que realmente importam para nós. O controle financeiro nos permite saber para onde vai o dinheiro e como fazê-lo ir para os lugares onde gostaríamos que ele fosse.
Caso queira saber mais sobre o assunto, se organizar para uma vida mais equilibrada financeiramente ou obter ajuda com as ferramentas, estou à disposição através dos contatos:

e-mail: silvana@resultadosextremos.com.br

facebook/resultadosextremossilvanaoliveira

Istagram/ResultadosExtremos

 

Palestrante, Executiva de Negócios, Investidora, Coach de liderança e alta performance pessoal e profissional, Networker, Blogueira no facebook com a fanpage Resultados Extremos - Silvana Oliveira e Colunista do Portal Exnap, Silvana é Bacharel em Administração e Pós graduada em Finanças Empresariais. Atuou no mercado financeiro mais de 11 anos, com experiência em Gestão de Equipes, Negócios, Estratégia, Liderança, Finanças e Resultados. Apaixonada por evolução e por ajudar outras pessoas a transformarem suas vidas para melhor, acredita que a prosperidade é uma questão de escolha. Sua missão pessoal: tornar o mundo um lugar melhor e mais feliz!