Por que os casais engordam?

Ora, não há nenhum problema em subir alguns números o manequim desde que se esteja à vontade na própria pele. O problema está quando não se admite que os quilos a mais são fruto de um desencaixe na relação. Aí, sim, fica pesado.

casais
Photo by Candice Waldeck on Unsplash

Você já notou como é corriqueiro casais engordarem?

Há momentos diversos na engorda a dois: um é quando você, depois de uma longa e exaustiva caçada no mercado sexual, finalmente encontra alguém que você deseja e que deseja você, alguém que te faz rir e segura sua mão num filme triste, alguém que nem pestanejou em trocar exames de sangue e trazer a escova de dentes para o seu banheiro. Aleluia! Alívio! Amém!  É então que você é invadida pelo prazer de que se via há muito privada, é então que você relaxa e se abre para o deleite em larga escala – e abrir a boca para acepipes variados faz parte dessa entrada nos Campos Elíseos. Seu namorado provavelmente experimenta as mesmas sensações e, voilà, vocês engordam juntos.

Pós-matrimônio acontece a mesma coisa. Existe época mais estressante do que a preparação de um casamento? Quando o sururu termina e as lembranças estão seguras no pen-drive de um bom fotógrafo, pronto, é hora de aproveitar o deleite do enfim-sós, com muita cama e muita mesa!

Já casais enfastiados, tristes, arrependidos, desapaixonados, ainda sem coragem para se separar, também engordam: é o símbolo da desistência, do cansaço, da desilusão. É um relaxamento sem as bochechas coradas dos amantes.

Há ainda aqueles que enfrentam a constatação de que continuam se sentindo atraídos por outras pessoas e que são apenas eles os responsáveis pelo que fazem com seu desejo. É aí que muita gente engorda para se sentir menos atraente e assim empurrar para o corpo uma decisão que a alma não consegue ser forte o bastante para tomar. Em outras palavras: “Eu sinto que não conseguirei mais dizer ’não‘ a tantas tentações, então meu corpo fará isso por mim”. Se relacionar implica em fazer escolhas o tempo todo: sim, haverá prazeres a que renunciaremos em benefício de outros prazeres maiores. É o amor em equilíbrio que nos dá segurança para fazer essa escolha sem dramas. Se ela está sendo difícil, algo se desequilibrou no relacionamento – e comer compulsivamente não vai resolver nada.

As razões para os casais engordarem são várias, mas tudo se resume a uma pergunta que precisa ser respondida sem desculpas: esse casal está bem? Ora, não há nenhum problema em subir alguns números o manequim desde que se esteja à vontade na própria pele. O problema está quando não se admite que os quilos a mais são fruto de um desencaixe na relação. Aí, sim, fica pesado.

 

Em uma conversa entre amigas, Ana e Juliana, ambas separadas e Aline, casada, falavam de divórcio e de como esse assunto ainda é visto como um tabu. Existe (acreditem!) muito preconceito e clichês. E só sabe isso quem vive ou viveu um divórcio.