Quando os outros são culpados...

De quem é a culpa pelas minhas mazelas? De quem é a culpa pelas minhas decepções? Quem é o responsável pela minha falta de dinheiro, minha insônia, minha intolerância, minha doença?

7756641062_057e270574_h

De quem é a culpa pelas minhas mazelas? De quem é a culpa pelas minhas decepções? Quem é o responsável pela minha falta de dinheiro, minha insônia, minha intolerância, minha doença?

Ah, essa é fácil: o governo, a violência, os agrotóxicos, os vizinhos, o trânsito…

Sinto decepcionar o movimento da sua cabeça que provavelmente está concordando com um visível “sim”.

Xi, Tália. Vai dizer agora que eu é que tenho culpa de tudo isso?

Bom, culpa não… Responsabilidade, sim.

É só pensar naquilo que você consegue controlar: NADA que não seja o seu próprio comportamento. Você faz a sua parte? Vamos pensar juntos. A empresa, o(a) companheiro(a), Deus, têm um peso na sua vida. Tá bom, vamos dar 50% a eles. Mas e os seus 50%? Você está fazendo o seu melhor, dando tudo por aquela causa? Ou é daquele tipo que diz que Deus vai te arrumar um emprego e senta no sofá?

Antes de culpar os outros, você observou o seu comportamento e os seus hábitos?

Ninguém “te faz” infeliz, porque felicidade é um estado INTERNO. Você é quem permite que as atitudes dos outros gerem infelicidade em você, porque esta é a sua reação.

Lógico que receber um bouquet de flores do campo com girassóis no meio é um MOMENTO feliz, é uma atitude de outra pessoa que gera em você alegria! Mas não projete nos outros o peso da responsabilidade de te fazer feliz. Se a outra pessoa te xingou, ela é mal educada e pronto. Não é isso que vai te fazer feliz ou infeliz.

Se você não recebeu aquela promoção desejada, tem certeza de que “a culpa” é da empresa? Você deu o seu máximo para conseguir? Se não deu, está disposto a desenvolver as competências necessárias para conseguir o que quer?

 

*Photo credit: katiaromanova via Visual Hunt / CC BY-ND

Master Trainer Coach pela SLAC Sociedade Latino Americana de Coaching e International Association of Coaching Psicóloga Autora do livro "Quando! Quando... Quando?" Apresentadora do programa Conexão Comportamento Mãe Pessoa intensa Eterna aprendiz da vida