Ressaca Profissional

O problema está quando a relação termina e ela percebe que abandonou a carreira, não focou no seu desenvolvimento, suas finanças não são mais suas, seu plano de futuro está restrito à família e, de uma hora para outra, ela se vê sozinha, tendo que reconstruir sua história profissional.

alexander-mils-instagram-com-alexandermils-146750
Photo by Alexander Mils instagram.com/alexandermils on Unsplash
Vamos falar hoje sobre o que eu chamo de “ressaca profissional” que assola aos que saem de um relacionamento amoroso considerado abusivo, que na grande maioria das vezes impactam as mulheres. Não quero parecer passional, mas vocês vão entender o que digo. Atualmente, nos meus atendimentos, na sua grande maioria, são a mulheres que buscam se reestruturar financeiramente e recomeçar a vida, sendo pela recolocação no mercado de trabalho ou até mesmo pelo empreendedorismo.

Mas porque “ressaca profissional”? Em 95% dos casos que atendo, infelizmente as histórias são as mesmas: mulheres que dedicaram suas vidas a uma relação, a família, filhos, lar e etc, enquanto os homens buscam outros focos como carreira, sucesso e aumentar o patrimônio. Pois é, aí está o problema que assola muitas mulheres. Elas mudam seu foco profissional para se dedicar exclusivamente a esse plano de vida. Não há nada de errado nisso, pelo contrário, o problema está quando a relação termina e ela percebe que abandonou a carreira, não focou no seu desenvolvimento, suas finanças não são mais suas, seu plano de futuro está restrito à família e, de uma hora para outra, ela se vê sozinha, tendo que reconstruir sua história profissional. É quase que uma ressaca profissional onde surge um arrependimento de ter deixado de lado algo tão importante em detrimento de outra parte também muito importante, a família.

A intenção aqui não é fazer com que as mulheres deixem de lado seus sonhos de família, mas sim alertá-las para a importância de haver um equilíbrio entre esses papeis, que eles podem e devem andar juntos, inclusive para manter a autoestima e evitar relações abusivas que fazem com que muitas relações já fracassadas se mantenham pela dependência financeira e emocional que se estabelecem em relações assim. Esse equilíbrio resulta em relações mais sólidas e verdadeiras. Mas principalmente, é o suporte necessário caso você venha a recomeçar sua vida.

Agora, para quem já viveu essa situação, e hoje está enfrentando os resultados dessa decisão, após uma separação que fez você se sentir perdida perante a decisão de voltar ao mercado de trabalho ou empreender, saiba que existe luz no fim do túnel:

  •  Saiba que você tem um potencial, seja ele o que você já tinha antes ou aquele que você tem toda condição de desenvolver nessa nova etapa da sua vida;
  •  Não deixe que sua autoestima baixe;
  •  Não aceite as ameaças e provocações de quem não quer ver seu sucesso e retomada de vida;
  •  Busque se autoconhecer, busque descobrir o que potencializa sua energia, o que faz você vibrar.

Aí você vai pensar assim: “é fácil falar, mas eu estou com problemas financeiros e não sei fazer nada”. Saiba que a única coisa que realmente é capaz de te derrubar é dar ouvidos às suas crenças limitantes. Se não for pela sua carreira anterior, será por desenvolver uma nova carreira ou descobrir um potencial para empreender.

O importante é você não se deixar levar por pensamentos sabotadores, fazer uma introspeção, um plano para atingir suas metas e definir novo propósito para sua vida.

Grande abraço e nunca duvide da força que tem!!!

Armando é carioca, morando em São Paulo, empresário, Coach de Recomeço (Carreira e Vida). Executivo com 35 anos de marcado em empresas nacionais e multinacionais e palestrante. Seu objetivo é ajudar pessoas a recomeçarem suas vidas de forma estruturada e potencializando energias.