Romance possível

Somos todos livres e não existe razão para sermos apenas uma muleta emocional de outrem, muito menos ter o outro como arrimo de nossa existência. Acredito na parceria e no querer bem, na leveza de estar junto, compartilhar a vida com respeito e lidar com as qualidades e defeitos do parceiro – o romance possível.

romancepossivel

Já fui romântica do tipo idealista, acreditava que apenas a morte seria capaz de me separar do homem que amava, desbravaria o obscuro para ficar junto ao meu amor e nada nem ninguém se oporia ao relacionamento. Hoje, acredito no romantismo realista: ficaremos juntos e nos deliciaremos desse sentimento que é o amor, até que nossas transformações não se encaixem mais e assim passamos a seguir nossos caminhos, um sem o outro, graças a Deusa.

Parece frieza, mas longe disso. Sou cheia de calor para dar e minhas separações foram sofridas, cada uma à sua maneira, e ter o coração calejado tem lá suas vantagens. Uma delas é que o tempo me ensinou a hora de partir. Tudo tem hora e dia certos para findar. O que se inicia tem seu fim, e é o ciclo natural da vida. Nós apenas não nos damos conta disso.

Somos todos livres e não existe razão para sermos apenas uma muleta emocional de outrem, muito menos ter o outro como arrimo de nossa existência. Acredito na parceria e no querer bem, na leveza de estar junto, compartilhar a vida com respeito e lidar com as qualidades e defeitos do parceiro – o romance possível.

Entendi que não há amor perfeito até porque me encontro bem distante da perfeição. Esperar, a esta altura da vida, que o príncipe encantado apareça é no mínimo surreal. Pode ser amor de uma noite. De uma semana, ou meses. Até mesmo para toda a vida. O tempo futuro já nem me interessa mais. O “para sempre” se tornou “hoje”. Hoje eu te amo. Hoje quero estar com você. Um dia de cada vez. E talvez permaneça, quem sabe.

E, para o amor que vai chegar: vai ter sempre um bolo sobre a mesa esperando por você.

Algumas louças na pia também.

Conheça mais do trabalho da artista plástica Camila Morita

Link do trabalho www.flickr.com/camilamorita

Instagram: @moritacamila

Camila Morita é formada em Arquitetura e Cenografia e dedica-se à ilustração e pintura desde 2007. Sua obra passa por várias fases e representa cada circunstância marcante em sua vida, resultando em séries intimistas e com um plano de fundo onírico. Para complementar estes grafismos, utiliza de textos para concluir e reorganizar os próprios pensamentos e devaneios.