Tecnologia quadrada

É verdade, eu sei que você tem um smartphone novinho, eu sei que ele é bonito e que custou caro. Mas você sabe se o investimento valeu a pena?

image

É verdade, eu sei que você tem um smartphone novinho, eu sei que ele é bonito e que custou caro. Mas você sabe se o investimento valeu a pena?

Se não foi um “ChinaPhone”, tenho certeza que você não fez um mal investimento, longe disso, só gostaria de me certificar que você está aproveitando boa parte do potencial desse aparelhinho.
Não cabe aqui também comparações, ficar descrevendo por exemplo qual modelo tem uma câmera melhor ou qual é mais veloz e os motivos – eu nem saberia dizer na verdade, são tantas informações técnicas que muitas vezes a realidade é a do “tanto faz”.

Mas quando eu falo aparelhinho é só mesmo no tamanho; posso dizer com confiança que praticamente todos os smartphones mais modernos são capazes de atender uma infinidade de necessidades tais como cuidar da sua agenda pessoal, agrupar seus contatos, saber se seu cachorro precisa de vacina ou se seu carro precisa de manutenção. Pode até mesmo ajudar a fazer novos amigos e quem sabe achar aquele abridor de latas de azeitona especial. (leia também: www.exnap.com.br/a-louca-tecnologica/
O bom é entender quais são as facilidades que essas tecnologias podem nos oferecer, os benefícios. Foque nestes. Uma vez entendendo isso, use sem moderação (cuidado com o cartão de crédito), instale e desinstale quantos apps quiser, teste, cadastre-se, curta e compartilhe… e, se o aparelho travar de tão cheio, formate e começe de novo.

Um adendo para a “nação zumbi” que é esse conceito onde as pessoas não se comunicam mais entre si porque estão mergulhadas em seu universo particular dentro do celular. Isso é real.
As pessoas vão viver sim, daqui pra frente, em mundos particulares, construídos de acordo com suas afinidades, e essa é a graça. Por que estar em um só lugar se eu posso estar em todos?
A mobilidade atrelada a tecnologia é uma realidade poderosa, uma necessidade, uma grande e linda conquista. Use-a.

Você precisa insistir um pouco. Como tudo na vida, demora-se à acostumar. Aquela nova tecnologia ainda não lhe é familiar, mas por que deveria ser, se ela é…… nova?
Tenha aquele olhar de criança, seja curioso, e principalmente, não se irrite caso não compreenda de cara como aquele “alien” funciona. Ele vai funcionar ainda menos se jogado na parede.
Eu aposto que você acredita que as crianças de hoje em dia são mais espertas e rápidas para perceber as coisas do que você foi algum dia na sua vida, mas aqui segue um bom exemplo de que esse pensamento é um equívoco:

É muito interessante perceber uma das crianças comentando o quanto é difícil manusear o walkman, o quanto mexer em um iPhone é mais simples. Ou uma outra menina que achou o botão de play, mas ficou passando o dedo como se fosse touch – eles simplesmente não entendem o conceito do analógico. A diferença entre essas crianças e você é que elas não precisarão usar nossos aparelhos dos anos 80.
Além deste vídeo, o canal do Youtube chamado “Fine Brothers Entertainment” possui uma série de outros videos muito interessantes com temas parecidos e muito engraçados que você pode acompanhar com seu celular inscrevendo-se no canal. Não sabe como?
Eu sei.

Flavio Nuvolara é publicitário, pós graduado em computação gráfica, chegado em arte e animação. Fundador da WebProducer, quer que você perceba o quanto a tecnologia pode ser simples e fascinante. flavio@nuvolara.com.br