Tudo passa... até você.

O tempo, disseram, cura tudo. Não cura. Mentira. Mas ainda assim passa. E você passou... E você passou.

sky-flying-animals-birds-2

Quando acabou meu amor, eu quis gritar! Quase explodi. Verdade! Queria que todo mundo soubesse o canalha que você foi. Como pode partir meu coração desse jeito?
Esbravejei. Xinguei. Chorei. Joguei suas fotos fora. Rasguei suas roupas, suas coisas. Quebrei seus discos.
Passou.
Tudo passa, meu amor. Passou o amor. Passou a mágoa. A dor também passou.
Passou você. Eu também passei.
Você não é mais nada.
Uma promessa vazia. Uma segunda chance jogada fora. Talvez nem isso…
Não gritei. Não valia a pena. Ninguém entenderia que eu estava sobrecarregada de mágoa.
Ninguém entendeu meu silêncio também. Mas eu preferi esquecer. Vesti meu melhor sorriso e pronto.
Preferi deixar passar…
O tempo, disseram, cura tudo. Não cura. Mentira. Mas ainda assim passa.
E você passou.

 

Siga Clara Stark também no facebook.com/sempreclara/

 

*Imagem Pixabay VisualHunt
** Clique no perfil da autora para visualizar outros textos. Boa leitura!!!

Clara é escritora, divorciada, mãe, apaixonada, feliz. O seu maior prazer é deixar as palavras brincarem na sua cabeça e assumirem o controle. Recomeça todos os dias, se equilibrando em mágoas e amores.