Vou te amar mais um pouco... Só mais um pouquinho. Só até passar....

São tantas coisas... Todos os dias, todas as horas. A vida gritando, empurrando forçando a seguir em frente.

image

São tantas coisas… Todos os dias, todas as horas. A vida gritando, empurrando forçando a seguir em frente. E eu querendo ficar na cama escondida do mundo. E das opiniões dos outros. Longe do sol ou de qualquer outra coisa que me lembre que o dia está lindo lá fora e que eu preciso viver!
Ainda não consigo entender como farei para acordar todos os dias e não sentir seu cheiro de manhã de domingo.
Meus  dias parecem ter 100 horas a mais desde que você se foi e as minhas madrugadas insones tem sido inteirinhas gastas preocupada em como vou organizar meu tempo agora que perdi a vontade de rir. É que sorrir pensando em você era minha atividade preferida pra fazer o dia andar mais rápido. Meu coração acalmava e todos os problemas pareciam se resolver com uma leveza tão grande que nem conseguiam fazer “cosquinha” no meu humor…
Mas você se foi. E aqui estou eu deitada na cama, coberta até a pontinha do nariz. Acho que fazem alguns dias que não como. Tenho uma nova playlist só com músicas pra chorar de coração partido. E uma lista de filmes água com açúcar pra assistir no Netflix.
Não quero melhorar ainda. Não quero que passe essa saudade doida que estou sentindo. Que aperta meu peito até eu quase morrer sufocada em lágrimas.
Quero curtir as lembranças felizes que ainda passeiam pela minha cabeça… Sempre que
vejo uma coisa que você gosta, ou que você não gosta. Ou sempre que lembro da sua risada gostosa no meu pescoço quando eu sussurrava alguma besteira no seu ouvido.
Eu me conheço. Quando isso passar, essa vontade de ficar na cama pensando em nós dois, esse embrulho no estômago e essa lágrima teimosa (e chata) que não desgruda do meu olho direito (o esquerdo está afundado no travesseiro)… quando você passar…. eu não vou mais atrás de você, meu amor. Não vou te ligar e nem te mandar mensagem de madrugada. Não vou mais lembrar do quanto fomos felizes juntos e da falta que me faz o seu beijo. Vou lavar os lençóis, e todas as roupas que estão aqui na cama comigo só por que tem o seu cheiro. Vou jogar sua escova de dentes fora e te devolver os livros que você me emprestou.
Eu ainda te amo e queria poder te dizer que vou te amar pra sempre. Mas não sei se vou conseguir… Não depois de você ter ido embora assim. Sem nem se despedir… Sem nem um último abraço. Eu vou acalentar uma mágoa por um tempo… Cuidarei dela com o mesmo carinho que cuido agora da saudade. Essa mágoa é que vai me ajudar a desapegar de você. Vou pensar em todas as vezes que você não me escolheu. Vou lembrar de algumas lágrimas que nunca precisavam ter caído.
E vou amar de novo. Outra pessoa. Outra história. E estarei pronta pra recomeçar. Terei outro primeiro beijo pra lembrar e outros motivos pra rir sozinha no meio de um dia caótico. Sentirei de novo todos os sintomas de paixão que fazem a gente tomar as decisões mais absurdas e fazer as maiores besteiras… Vou amar de novo. Eu sei.
Mas ainda não….
Por enquanto eu só quero minha cama… Nossa cama. Nosso lugar preferido no mundo inteiro. Vou te amar mais um pouco… Só mais um pouquinho. Só até passar….

 

Siga Clara Stark também no facebook.com/sempreclara/

 

*Photo credit: honikum via Visual hunt / CC BY-ND

**Clique no perfil da autora para visualizar mais textos. Boa leitura!

 

Clara é escritora, divorciada, mãe, apaixonada, feliz. O seu maior prazer é deixar as palavras brincarem na sua cabeça e assumirem o controle. Recomeça todos os dias, se equilibrando em mágoas e amores.